Entenda o que é cultura maker e qual a sua importância.

A cultura maker é um estilo de vida que faz das pessoas mais independentes e criativas.

Postado por: Revista Seleções, Fonte Curitiba

 

Cada vez mais popular, a cultura maker vem ganhando adeptos e defensores a cada dia que passa. Apesar disso, talvez você nunca tenha ouvido falar dela. Mas calma! Estamos aqui para mudar isso. 

A cultura maker, como já é muito difundida por aí, é algo muito próximo do que conhecemos por faça você mesmo, o famoso “do it yourself”. E caso você tenha alguma intimidade com o inglês, sabe muito bem que a palavra maker pode ser traduzida como criador. Mas em um bom português, poderíamos dizer que, neste caso, maker é fazedor. 

E por que isso? Pelo simples fato de que a cultura maker prega justamente isso: pôr a mão na massa. Mas para que você possa entender melhor o que significa esse conceito, vamos destrinchá-lo para que você possa compreender por que ele é tão sedutor para tanta gente.
Vamos nessa!

Mas afinal, o que é essa tal de cultura maker?

A cultura maker é um estilo de vida que prega a criatividade, a sustentabilidade, o não consumismo, a colaboração e a democratização de conhecimento. Tudo em prol de uma qualidade de vida melhor. Tudo isso com o auxílio das mais diversas tecnologias. 
Em outras palavras, a cultura maker nada mais é do que a concepção de que qualquer pessoa pode dar vidas às suas ideias, construir e consertar coisas, desenvolver soluções para diversos problemas e por aí vai. Tudo o que se precisa para isso é ter tanto os conhecimentos quanto as ferramentas necessárias para tal.  

É por isso que tem gente que diz que o movimento da cultura maker possui influência da cultura punk. E isso faz muito sentido quando se pensa na autonomia que existe neste movimento, que por sua vez é uma herança libertária. E essa autonomia também faz parte da essência da cultura maker. 

Quer saber mais sobre o movimento maker? Separamos vídeos sobre o assunto, confere aí em baixo!

 

 

VIA: Revista Seleções