Menino de 12 anos cria mini reator de fusão nuclear em casa

Segundo Jackson, ele foi a única pessoa que trabalhou no reator durante as etapas de design e também de produção.

Font: Rosana, em Curitiba

Enquanto países estão gastando bilhões de dólares para construir reatores de fusão nuclear enormes para gerar eletricidade limpa e barata, um garoto de 12 anos dos Estados Unidos tornou-se a pessoa mais jovem a alcançar fusão nuclear, de acordo com o Guinness World Records.


Faltando apenas algumas horas para completar 13 anos, Jackson Oswalt conseguiu fundir dois átomos de deutério – um isótopo, ou tipo, de átomo de hidrogênio – em um reator de fusão que ele construiu em própria cada.


Segundo Jackson, ele foi a única pessoa que trabalhou no reator durante as etapas de design e também de produção.


“A temperatura no meu fusor varia, mas é de aproximadamente 100 milhões de graus [Kelvin] (quase 100 milhões de graus Celcius)”, disse Jackson no vídeo do Guinness World Records.


“Eu consegui usar eletricidade para acelerar dois átomos de deutério para que eles se fundam em um átomo de hélio 3 – isótopo, que também libera um nêutron que pode ser usado para aquecer água e girar uma máquina a vapor, que por sua vez, produz eletricidade ”, explicou Jackson.

Construir um reator de fusão em casa, mesmo que não tenha potência suficiente para gerar mais energia do que ele usa para funcionar, é uma tarefa, digamos, que desafiadora.


Como a reação é feita no vácuo a parte mais difícil foi selar hermeticamente a câmara de fusão que, de acordo com Jackson, foram necessários seis meses